Fartura contabilizou este ano, 183 casos de Dengue e 2 de Chikungunya


Saúde Pública
Fartura contabilizou este ano, 183 casos de Dengue e 2 de Chikungunya
Casos foram registrados nos primeiro seis meses de 2019. Desde julho último não há novos registros na cidade, revelou a Vigilância Epidemiológica do município
Colaborou: Sergio Pereira
08/10/2019 • 17:06:13
Atualizada:
08/10/2019 • 21:21:05
 


Em Fartura, município com pouco mais de 14 mil habitantes, dois casos de Chikungunya foram confirmados neste ano, segundo a prefeitura. A informação foi dada hoje, dia 8, em primeira mão pelo G1.



Mediante a notícia, o Portal do Sudoeste Paulista entrou em contato com a Vigilância Epidemiológica no intuito de colher mais detalhes sobre a atual situação deste problema em Fartura, já que o município passou, no início do ano por uma epidemia de dengue.



Marina Andrade, chefe do setor de epidemiologia, disse ao Portal que os dois casos de Chikungunya anunciados pelo G1, são casos importados, ou seja, farturenses que contraíram a doença em outras localidades, mas foram confirmados e tratados em Fartura. Os pacientes, um homem e uma mulher, obtiveram acompanhamento médico e se recuperaram bem. Tais casos também foram registrados em junho.



Segundo a chefe do setor, durante a epidemia iniciada em janeiro foi totalmente controlada nos seis meses seguintes. Neste período foram confirmados 183 casos, 3 importados e 180 autóctones (aqueles contraídos na cidade), onde felizmente não teve nenhum óbito.



De julho até a presente data a Saúde do município não contabilizou mais nenhum caso de dengue ou outra doença relacionada o mosquito aedes aegypti. Somente duas suspeitas que foram logo descartadas.



Para conter a epidemia, Marina disse que o setor epidemiológico, junto da Vigilância Sanitária, trabalhou intensamente, realizando nebulização e ações de conscientização e inspeções casa a casa.



“Atualmente quando há notificações de suspeitas, a Vigilância Epidemiológica não espera a confirmação se é ou não um caso positivo. Agimos rápido, realizando o bloqueio do perímetro, ou seja, agindo na casa do paciente e nas imediações, fazendo vistorias minuciosas.” Contou Marina Andrade que ressalta a importância da participação da população, através de denúncias quanto a terrenos baldios e residências em potencial de risco.

 













































Veja também ...

Com as sinceras desculpas: Criança do acidente próximo a Bernardino de Campos, felizmente não morreu!

Informações repassadas por um jornal parceiro, no início da tarde desta qu...

Como em Itapeva, começou a campanha nacional de vacinação contra o sarampo
 
Teve início nesta última segunda-feira, dia 07, a Campanha Nacional de Vaci...

No Dia das Crianças em Itararé: opções inclui curtir a natureza e atividades gratuitas na praça
 
As opções para a família itarareense curtir o Dia das Criança...

Capão Bonito e Buri recebem Espetáculo teatral ‘A Viagem de uma Estrela’
 
Nos dias 8 e 9 de outubro, o espetáculo “A Viagem de ...

DIG de Avaré realiza operação contra quadrilha acusada de furtar mais de 20 residências
 
A Polícia Civil de Avaré está realizando uma operação ...

Operação ‘Mioleiros’ prende 6 e desmantela quadrilha que roubava casas de alto padrão em Avaré
 
A Polícia Civil de Avaré realizou na manhã dessa terça-feira,...

Nossa Missão é Integrar a Região   •   Todos os Direitos Reservados   •   http://www.sudoestepaulista.com.br