Assentamento da Fazenda Ceres em Piraju é alvo de grande operação do Ministério Público Federal - sudoestepaulista

Assentamento da Fazenda Ceres em Piraju é alvo de grande operação do Ministério Público Federal

Agentes prometem passar a semana no local; Programa Banco da Terra implantado em Piraju é alvo da Justiça desde sua aquisição. Deputado e ex-prefeito já foram condenados.

O Ministério Público Federal (MPF) iniciou nesta segunda-feira (18), em parceria com outros órgãos e instituições, uma ação de fiscalização no assentamento rural instalado na Fazenda Ceres, em Piraju. O programa criado no início dos anos 2000 para assentar famílias no Estado de São Paulo, se envolveu em denúncias e processos na Justiça por corrupção desde sua criação.

De acordo com o publicado pelo site Defesa, a iniciativa visa à identificação de imóveis ocupados irregularmente na propriedade e outros problemas que impedem o pagamento de dívidas e a individualização dos lotes há duas décadas.

Agentes do Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) e do Ministério da Agricultura também participam da ação, além das Polícias Federal, Rodoviária Federal e Militar.

Os débitos do assentamento alcançam cifras milionárias. Em 2018, o passivo com o governo federal chegava a R$ 14,1 milhões.

A Fazenda Ceres, localizadas às margens da Rodovia Engenheiro Tomaz Magalhães (SP-287) foi adquirida em 2001 pela Associação de Agricultores Familiares Força da Terra de Piraju, com recursos de um antigo programa de crédito do Ministério da Agricultura, chamado de Banco da Terra.

Investigações apontaram uma série de irregularidades no negócio como o superfaturamento superior a R$ 1 milhão. O ex-prefeito Maurício Pinterichi, o deputado Paulinho da Força e vários outros envolvidos foram condenados pela Justiça.

Ainda de acordo com o site, sem a formalização dos lotes individuais, não foi possível estabelecer a parcela da dívida que caberia a cada uma das 72 famílias assentadas. A situação abriu brechas para a comercialização das terras, que até hoje são postas à venda irregularmente.

Constatação de constantes trocas no quadro diretivo da associação e a falta de atualizações em seu estatuto social também contribuíram para agravar as pendências. Em consequência, o financiamento para a compra da fazenda nunca foi pago, e parte das famílias que lá vivem sequer tem direito aos lotes ocupados.

Não bastasse a indefinição sobre a propriedade das terras, há relatos de que as famílias são submetidas a ameaças e agressões, entre outros crimes. Todas as suspeitas serão apuradas durante as fiscalizações desta semana. A ação conjunta será realizada até a próxima sexta-feira (22), mas pode se estender caso necessário.

Assentamento da Fazenda Ceres em Piraju é alvo de grande operação do Ministério Público Federal - sudoestepaulista

Fazenda adquirida por intermédio do deputado e sindicalista Paulinho da Força é motivo de ações judiciais desde o início

Assentamento da Fazenda Ceres em Piraju é alvo de grande operação do Ministério Público Federal - sudoestepaulista

Ação envolvendo diversos setores do governo, deve permanecer ao menos por uma semana no assentamento – Foto Rádio Paranapanema

Assentamento da Fazenda Ceres em Piraju é alvo de grande operação do Ministério Público Federal - sudoestepaulista

Assentamento da Fazenda Ceres em Piraju é alvo de grande operação do Ministério Público Federal - sudoestepaulistaLocal próximo a fazenda é muito utilizado para práticas esportivas devido a grandes elevações rochosas

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *