Avaré, Taquarituba e Capão Bonito estão na lista de sistemas de saúde saturados com pacientes em estado grave - sudoestepaulista

Avaré, Taquarituba e Capão Bonito estão na lista de sistemas de saúde saturados com pacientes em estado grave

Governo do Estado recomenda que ao menos 58 municípios adotem medidas mais restritivas para conter avanço da Covid-19 e aliviar a pressão no sistema de saúde.

A Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) tem acompanhado diariamente a evolução da pandemia no estado e, em parceria com o Centro de Contingenciamento do Coronavírus, identificou 58 municípios paulistas que apresentaram, na média móvel dos últimos sete dias, capacidade hospitalar acima de 80% de ocupação para pacientes graves. Nove destes municípios já alcançaram 100% de ocupação. O levantamento foi elaborado com informações e dados da última quarta-feira (20).

Os dados são disponibilizados pelo Censo Covid, que é abastecido diariamente pelos próprios hospitais, e variam dia a dia. O esgotamento de uma unidade hospitalar não significa necessariamente esgotamento de todo o sistema de saúde do município. O banco de dados do Censo Covid-19 baseia-se na medição de todo o sistema de saúde e seus respondentes (que contemplam tanto hospitais da rede pública, quanto da rede particular e ainda, incluindo entidades sem fins lucrativos).

Na última sexta-feira (15), durante coletiva de imprensa, o Secretário Marco Vinholi já havia alertado 43 cidades que estavam com a capacidade hospitalar de leitos de UTI para Covid-19 acima dos 80% e que deveriam endurecer as medidas para contenção do vírus.

“Desde a última reclassificação do Plano São Paulo, estamos alertando os municípios sobre alta na taxa de ocupação hospitalar. Recomendamos que as Prefeituras determinem a restrição total de atividades não essenciais para aliviar a pressão sobre hospitais públicos e particulares”, alertou o Secretário Vinholi.

O atendimento tem sido por meio do sistema CROSS, da Secretaria estadual de Saúde, que regula e encaminha internações conforme a necessidade de cada região e direciona o paciente para o leito disponível mais próximo. As regiões são divididas por DRS (Departamento Regional de Saúde), exatamente para facilitar o trabalho de encaminhamentos e transferências.

“Os municípios com taxa elevada de ocupação de leitos representam 9% do total do estado. Seguir as recomendações do Plano SP neste momento é fundamental para a contenção da transmissibilidade do vírus e a preservação de vidas. Vivemos a segunda onda da Covid e, mesmo com a vacina, é preciso continuar a seguir as orientações da ciência e da saúde”, reitera o Secretário Vinholi.

Municípios com taxas de leitos UTI Covid-19 acima de 80% 

DRS 01 Grande São Paulo – Carapicuíba – 83,09%
DRS 01 Grande São Paulo – Francisco Morato – 92,9%
DRS 01 Grande São Paulo – Itaquaquecetuba – 100%
DRS 01 Grande São Paulo – Mairiporã – 87,1%
DRS 02 Araçatuba – Birigui – 82,64%
DRS 02 Araçatuba – Ilha Solteira – 94,3%
DRS 02 Araçatuba – Mirandópolis – 82,12%
DRS 03 Araraquara – Américo Brasiliense – 100%
DRS 03 Araraquara – Itápolis – 83,46%
DRS 04 Baixada Santista – Itanhaém – 88,27%
DRS 04 Baixada Santista – Mongaguá – 96,5%
DRS 05 Barretos – Bebedouro – 93,16%
DRS 06 Bauru – Avaré – 91,4%
DRS 06 Bauru – Bauru – 90,69%
DRS 06 Bauru – Jaú – 90,5%
DRS 06 Bauru – Promissão – 100%
DRS 06 Bauru – São Manuel – 97,2%
DRS 06 Bauru – Taquarituba – 80%
DRS 07 Campinas – Amparo – 97,13%
DRS 07 Campinas – Artur Nogueira – 100%
DRS 07 Campinas – Campinas – 80,47%
DRS 07 Campinas – Itatiba – 100%
DRS 07 Campinas – Socorro – 100%
DRS 07 Campinas – Sumaré – 90,78%
DRS 07 Campinas – Valinhos – 99,61%
DRS 08 Franca – Franca – 86,87%
DRS 08 Franca – Ipuã – 85,7%
DRS 08 Franca – Ituverava – 92,39%
DRS 09 Marília – Adamantina – 82,8%
DRS 09 Marília – Assis – 80,42%
DRS 09 Marília – Garça – 96,11%
DRS 09 Marília – Marília – 86,52%
DRS 09 Marília – Osvaldo Cruz – 94,62%
DRS 09 Marília – Ourinhos – 83,06%
DRS 09 Marília – Paraguaçu Paulista – 82,8%
DRS 09 Marília – Santa Cruz do Rio Pardo – 97,36%
DRS 09 Marília – Tupã – 99,07%
DRS 10 Piracicaba – Araras – 94,39%
DRS 10 Piracicaba – Piracicaba – 85,58%
DRS 10 Piracicaba – Pirassununga – 100%
DRS 11 Presidente Prudente – Dracena – 83,51%
DRS 11 Presidente Prudente – Presidente Prudente – 96,93%
DRS 13 Ribeirão Preto – Jaboticabal – 80%
DRS 13 Ribeirão Preto – Serrana – 92,28%
DRS 15 São José do Rio Preto – Fernandópolis – 100%
DRS 15 São José do Rio Preto – Votuporanga – 86,38%
DRS 16 Sorocaba – Apiaí – 81%
DRS 16 Sorocaba – Capão Bonito – 85,8%
DRS 16 Sorocaba – Itapetininga – 84,81%
DRS 16 Sorocaba – Piedade – 94,2%
DRS 16 Sorocaba – Porto Feliz – 100%
DRS 16 Sorocaba – Sorocaba – 86,55%
DRS 16 Sorocaba – Tatuí – 80,92%
DRS 17 Taubaté – Cruzeiro – 97,46%
DRS 17 Taubaté – Guaratinguetá – 80,11%
DRS 17 Taubaté – Pindamonhangaba – 85,49%
DRS 17 Taubaté – São José dos Campos – 84,71%
DRS 17 Taubaté – Taubaté – 86,66%

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *