Bombeiros finalmente encontram o corpo da farturense desaparecida - sudoestepaulista

Bombeiros finalmente encontram o corpo da farturense desaparecida

Após uma semana de buscas, Valdinéia foi encontrada por bombeiros paranaenses.

Temendo pelo fim das buscas pela filha desaparecida, a mãe de Valdinéia fez um vídeo implorando pelas buscas que disseram terem cessado. O que de fato não ocorreu.

Desde domingo último juntou-se aos bombeiros de Piraju, o Corpo de Bombeiros de Santo Antonio da Platina-PR, e foram eles que localizaram Valdinéia, nessa manhã de sexta-feira, 15.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Santo Antonio da Platina, até um helicóptero foi utilizado nas buscas, durante todo o dia de quinta-feira, contudo, após uma semana de seu desaparecimento, eles localizaram o corpo da farturense.

Eram 10h dessa manhã quando uma equipe localizou Valdinéia, na represa do lado paranaense, mais precisamente, às margens da Ilha Bela, um residencial privado.

Nesse momento o corpo de Valdinéia encontra-se sob os cuidados da equipe de bombeiros que aguardam a chegada do IML para que seja retirado e levado para os trabalhos de praxe, para que então, seja liberado para a família.

Fato que chamou a atenção é que familiares de Valdinéia ainda não registraram Boletim de Ocorrências sobre o sumiço da farturense.

As buscas foram concentradas nas águas da represa de Chavantes, devido a moto de Valdinéia ter sido encontrada na cabeceira da ponte que faz divisa entre estados SP e PR, o que indicava um possível suicídio por afogamento.

A mãe de Valdinéia Ferreira de Souza, de 38 anos, chegou a gravar um vídeo onde suplicava aos bombeiros para que não suspendessem as buscas. Resilientes, os bombeiros não desistiram até encontrar a farturense.

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

1 responder
  1. Edson Gomes Moraes
    Edson Gomes Moraes says:

    Parabéns ao corpo de bombeiros, verdadeiros heróis que se dedicam as causas das pessoas,merecem os aplausos

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *