Com pessoas morrendo na fila por UTI prefeitura "fecha" Cerqueira César por 14 dias - sudoestepaulista

Com pessoas morrendo na fila por UTI prefeitura “fecha” Cerqueira César por 14 dias

A venda de bebidas alcoólicas em todos os bares, restaurantes, lanchonetes e supermercados foram suspensas.

Três pacientes morreram em Cerqueira César à espera de leitos Covid. A informação foi anunciada nesta sexta-feira (19), porém, as mortes ocorreram nos últimos dez dias.

As vítimas são uma idosa de 64 anos, que morreu no dia 11 de março, outra idosa, de 86, que morreu no dia 15, e um homem, de 52 anos, que veio a óbito no dia 16 de março.

Conforme o último boletim divulgado, na quinta-feira (18), a cidade, que tem 20,1 mil habitantes, registrava 1.022 casos confirmados de Covid-19, o que representa uma pessoa infectada pelo coronavírus a cada 20 pessoas. Ainda conforme o boletim, 17 pessoas morreram, 70 pessoas estão em isolamento domiciliar, dez internados, sendo dois deles em UTI, e 925 pacientes curados.

O prefeito Diego Cinto (MDB) decretou lockdown na cidade a parir de segunda-feira (22). Em um vídeo divulgado na quarta-feira (17), Cinto explica que a cidade não possui leitos para atender os pacientes com Covid-19 e, devido à situação, as equipes de saúde estão precisando escolher quem será internado.

“Infelizmente, os médicos estão escolhendo quem pode sobreviver ou não. Isso se eles conseguirem fazer essa pessoa sobreviver. Estamos com o hospital superlotado”, comentou o prefeito.

O lockdown no município permanecerá por 14 dias. Desde quinta-feira, a venda de bebidas alcoólicas em todos os bares, restaurantes, lanchonetes e supermercados foram suspensas.

Demais comércios devem operar em sistema de delivery e não é autorizado ‘drive-thru’, mesmo em supermercados.

Na cidade, os supermercados poderão abrir até domingo (21) para atender ao público. Contudo, já a partir do dia 22 de março, e até o dia 5 de abril, o município estará com medidas mais restritivas, permitindo apenas o funcionamento de farmácias com atendimento presencial.

Confira o que pode e não pode funcionar:

  • Padarias e açougues: somente serviços de entrega delivery
  • Mercearias: somente serviços de entrega delivery
  • Mercados: somente serviços de entrega delivery
  • Supermercados: somente serviços de entrega delivery
  • Restaurantes, pizzarias, lanchonetes, lojas de conveniência e similares: somente serviços de entrega delivery
  • Os comerciantes ambulantes do ramo de alimentação: trabalhar com os trailers somente na frente de suas residências, proibido em locais públicos e permitido somente serviços de entrega delivery
  • Estabelecimentos comerciais (comércio em geral), ficam permitidos somente serviços de entrega delivery, com a proibição de retirada de produtos no local.
  • Estabelecimentos de comércio de materiais de construção, fica proibido o atendimento comercial, mas ficam liberados os serviços entrega na cassa do comprador (delivery).
  • Estabelecimentos de empresas de telecomunicações, ficam obrigatórios os serviços administrativos via home office e permitido o atendimento individual dos funcionários para as manutenções em residências.
  • Comércios de produtos eletrônicos ficam permitidos somente serviços de entrega delivery, com proibição de retirada de produtos no local.
  • Para estabelecimentos de tecnologia da informação fica a obrigatoriedade do trabalho via home office. Proibida a entrega e retirada de produtos que tiveram manutenção, permitido somente serviços de entrega delivery
  • Casas agropecuárias, pet shops e similares: permitido somente serviços de entrega delivery
  • Academias de todas as modalidades: fechadas.
  • Salões de beleza e barbearias: fechados.
  • O decreto também determina que em todos os estabelecimentos mencionados também está proibida a venda de bebidas alcoólicas.

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *