Combustível no Estado de SP teve queda de 12,44%, aponta pesquisa - sudoestepaulista

Combustível no Estado de SP teve queda de 12,44%, aponta pesquisa

Média no país foi de queda de 12,55%; Goiás teve a maior queda (18,17%); Em Avaré, posto vende gasolina a 5.39.

Na primeira quinzena de julho, o preço médio da gasolina sofreu grande retração em comparação com o mês de junho, fruto da redução do ICMS e do PIS/Cofins. O valor médio da gasolina no país fechou o mês em R$ 6,641. As informações constam do levantamento exclusivo feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.


No Estado de São Paulo, o preço recuou 12,44%, uma queda média de R$ 0,871 por litro. Em Avaré, referência para a região Sudoeste Paulista, o Posto Mais que vende combustível de alta qualidade, localizado na Avenida Celso Ferreira da Silva, vende nesta quarta-feira, 20, o álcool a R$ 3.99 e a gasolina a R$ 5.39.


“Como esperado, a redução do ICMS e do PIS/Cofins resultou em uma grande retração do preço da gasolina em todo o Brasil. Em alguns estados, a queda na bomba superou um dígito, como em Goiás, onde o preço médio caiu em média R$ 1,351”, explica Marcelo Braga, gerente de Produtos e Frotas da ValeCard.


Obtidos por meio do registro das transações realizadas entre os dias 1º e 13 de julho com o cartão de abastecimento da empresa, em mais de 25 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram que os estados brasileiros que registraram as maiores quedas foram Goiás (-18,17%), DF (-17,78%), RJ (-16,63%), PR (-15,77%) e MG (-14,47%). Nenhum estado apresentou altas nos preços, mas as quedas mais tímidas ficaram com AM (-4,90%), MA (-3,88%) e RR (-2,55%).


Goiânia, Campo Grande e Vitória têm menores preços entre as capitais


Entre as capitais, o valor médio do combustível em julho foi de R$ 6,581, o que representa uma queda de 12,8% em relação ao mês anterior. Goiânia (R$ 6,001), Campo Grande (R$ 6,148) e Vitória (R$ 6,150) foram as capitais com preços mais baixos na primeira quinzena de julho. Já os maiores valores médios foram encontrados em Boa Vista (R$ 7,392), Aracajú (R$ 7,205) e Teresina (R$ 7,167).


Etanol também cai (8,48%), mas só é vantajoso em Mato Grosso


Com a queda acentuada no preço da gasolina, o etanol deixou de ser vantajoso para se abastecer o veículo em quase todos os estados. Enquanto no mês de junho o combustível vegetal levava vantagem em São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul, na primeira quinzena de julho só valeu a pena a opção para quem mora no Mato Grosso. Na primeira metade de julho, o preço médio do etanol no País foi de R$ 4,509, o que representa uma queda de 8,48% em relação ao mês anterior, quando o valor médio era de R$ 4,927.


O método utilizado nesta análise, descontando fatores como autonomias individuais de cada veículo, é de que, para compensar completar o tanque com etanol, o valor do litro deve ser inferior a 70% do preço da gasolina.


Colaborou: Ruhama Rocha – Economidia

Combustível no Estado de SP teve queda de 12,44%, aponta pesquisa - sudoestepaulista

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *