Comerciária tem fratura exposta ao ser atropela por mototaxista no centro de Avaré - sudoestepaulista

Comerciária tem fratura exposta ao ser atropela por mototaxista no centro de Avaré

Até a chegada do socorro, cena da vítima caída e ferida, causou grande comoção aos demais comerciários da movimentada rua central.

.

Mais uma vez uma moto envolvida em acidente de trânsito na cidade de Avaré. Muitos, não todos, andam acima da velocidade, sempre aparentando muita pressa e os graves “acidentes”, acontecem aos montes, matando e mutilando, principalmente jovens.


Para motos não existe lombada, depressão, congestionamento, não tem lado correto para ultrapassagem (dia desses esse que vos escreve quase bateu em um mototaxista que ultrapassava pela direita). É preciso que as autoridades competentes interfiram nessa barbárie. É raro ver a Polícia Militar trabalhando na prevenção. Muito raro. E os acidentes envolvendo motos, são diários.


Cadê a ROCAM? Cadê a Guarda Civil Municipal (completamente inoperante)? Tamanha a falta de fiscalização de trânsito na cidade, se percebe pela quantidade absurda de carros estacionados de forma irregular, em plena área central da cidade.


Por volta das 15:30h desta quinta-feira, 23, um mototaxista de uma empresa localizada no centro da cidade, em frente à prefeitura, atropelou violentamente uma comerciária, no centro comercial de Avaré, mais precisamente na Rua Rio Grande do Sul.


De acordo com o Corpo de Bombeiros, caída ao chão e com fraturas expostas, a cena comoveu comerciários e populares que presenciaram o sofrimento da jovem. Houve muito choro. A vítima foi socorrida pelo SAMU.


O movimentado trânsito do local precisou ser bloqueado por cerca de uma hora, para o atendimento à vítima.


A correria de motos pela cidade de Avaré está provocando mortes, sofrimento e sequelas por toda a vida, a muitas vítimas. Pelas estatísticas cerca de duas pessoas morrem Avaré todo ano, vítima de acidentes com mortes. São vários os que ficam mutilados pelo resto da vida.


Temos muitos motoboys e mototaxistas conscientes que não abusam, mas diariamente, o motorista e o pedestre avareense presenciam motoqueiros a toda velocidade pelas ruas não respeitando nem mesmo as áreas com grande movimento.


É preciso uma ação efetiva da Polícia Militar e departamentos de trânsito para mitigar essa desordem, antes que comecem a ser responsabilizados pelas tragédias que só aumentam. E dos proprietários dessas empresas? Não instruem seus motoqueiros? São perguntas a serem respondidas pelas autoridades “ir”responsáveis e omissas.

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *