Covid explode em Avaré e salta de 11 para 140 casos num prazo de apenas 14 dias - sudoestepaulista

Covid explode em Avaré e salta de 11 para 140 casos num prazo de apenas 14 dias

Pandemia voltou com força no município após as aglomerações de fim de ano; 4 pacientes estão em UTI

Mesmo com a grande quantidade de imunizados, a covid-19 parece não se intimidar e avançam verticalmente quando se registra aglomerações. Fim de Ano em Avaré foi péssimo no que tange a pandemia. Casos saltaram de 11 para 140, num prazo de apenas 14 dias.


Antes do início dos festejos de fim de ano, no dia 23 de dezembro, de acordo com a Secretaria da Saúde local, eram apenas 11 pacientes em isolamento domiciliar, com 12.016 casos confirmados.


Após as festas natalinas, no boletim do dia 30, já eram 12.058 casos confirmados e 43 em isolamento domiciliar. No dia 3 de janeiro os casos confirmados aumentaram para 72, todos em isolamento domiciliar.


No último boletim divulgado, nesta quarta-feira, 5, pela Secretaria Municipal da Saúde, os casos explodiram.


Em plena consonância com os números fornecidos pela Secretaria da Saúde, do dia 23 até este dia 5, surgiram 140 novos casos em Avaré. De 12.016 para 12.156 casos confirmados.


Ainda segundo esse último boletim, 124 estão em isolamento domiciliar. Os leitos para Covid-19, destinados a pacientes de Avaré e região estavam praticamente vazios, no entanto, agora 4 leitos de UTI estão ocupados, a Enfermaria tem 2 pacientes 1 está no Pronto Socorro com suspeita de ter contraído a doença.

.

Ômicron chega a região


Para piorar a situação, a nova variante da doença, a ômicron, chegou na região Sudoeste Paulista, conforme anunciamos em matéria publicada no último dia 3, com exclusividade.


De acordo com um comunicado divulgado pela Unesp de Botucatu, no último dia de 2021, a variante foi detectada em Taquarituba, Manduri e Botucatu.

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *