Dia da Onça Pintada lembra do Máscara, morto entre Guapiara e Capão Bonito - sudoestepaulista

Dia da Onça Pintada lembra do Máscara, morto entre Guapiara e Capão Bonito

Projeto ambiental promove palestras e exibe documentários online que reforçam importância da conservação da espécie. PF ainda investiga assassinato.

O Dia Nacional da Onça-pintada é comemorado nesta segunda-feira (29) e um projeto ambiental que monitora animais no Contínuo de Paranapiacaba está realizando uma série de atividades para reforçar a importância da conservação da espécie.

Neste ano, o tema escolhido para a semana de eventos foi “Máscara, presente!”, em homenagem à onça-pintada que foi encontrada morta com mais de 50 perfurações de chumbo de espingarda em um córrego no limite entre Guapiara e Capão Bonito, no interior de São Paulo.

O Máscara era monitorado por um projeto do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em parceria com a Fundação Florestal. Segundo os pesquisadores, ele era fundamental para a sobrevivência da espécie na região.

Kátia Pisciotta, assessora técnica da Fundação Florestal, conversou com o g1 sobre a programação, que teve início no último dia 22. Nesta segunda-feira (29), o evento conta com palestras, mini documentário e o encerramento de uma brincadeira promovida pelo grupo nos stories do Instagram.

“É um projeto que está na linha do envolvimento com a questão da conservação da natureza e do nosso papel nesse processo. A onça-pintada é um bicho que tem um símbolo muito amplo. Simboliza beleza, força, mas também simboliza medo, perigo, e a programação traz todas essas nuances do que é esse bicho. Mas o foco é a percepção de que é um animal em extinção, que está desaparecendo do mundo, e a intenção é refletir sobre isso”, explica Kátia.

De acordo com a pesquisadora, as atividades também procuram trazer um debate sobre como a onça-pintada entrou em extinção e o que o fato dela estar em risco representa para o meio ambiente.

“A onça precisa de um ambiente mais completo. Se diz muito que a onça é uma espécie indicadora de que o ambiente onde ela está é um ambiente que traz tudo que potencialmente pode trazer. Então, se tem onça, é porque toda a cadeia alimentar que ela está relacionada também está presente. É um indicador de qualidade ambiental porque, para que toda essa cadeia alimentar esteja lá, a floresta precisa estar bem”, relata.

Em Capão Bonito, a prefeitura vai promover, neste sábado, uma série de palestras sobre conscientização ambiental no auditório da Fatec. Das 8h às 9h, a palestra sobre as onças-pintadas será realizada pela analista ambiental Beatriz de Mello Beisiegel, do ICMBio.

O projeto também conta com atividades online disponibilizadas no perfil do grupo no Instagram. Entre os destaques, está uma série de minidocumentários com o relato de moradores sobre a relação deles com as onças-pintadas e um vídeo especial sobre a história do Máscara.

Morte do Máscara

A onça-pintada conhecida como “Máscara” foi encontrada morta no dia 5 de julho às margens da Rodovia Penteado de Camargo (SP-250). A suspeita é de que ela tenha sido morta na área rural e transportada de veículo até a ponte na rodovia, de onde foi jogada para o córrego.

Conforme observado pelos pesquisadores através das “armadilhas fotográficas”, câmeras escondidas na mata, Máscara estava com um ferimento na pata direita e andava mancando (veja abaixo). Por causa disso, estaria caçando presas “mais fáceis” e incomodando fazendeiros.

Dia da Onça Pintada lembra do Máscara, morto entre Guapiara e Capão Bonito - sudoestepaulistaOnça-pintada foi flagrada mancando por câmera em mata na região de Guapiara — Foto Laura Trujillo e Luís Palácios-Arquivo pessoal

A coordenadora do projeto informou que vinha trabalhando com os proprietários rurais para afastar o animal das suas criações sem que houvesse conflito. Os moradores receberam equipamentos como luzes automáticas, buzinas de propano e cercas elétricas.

Dia da Onça Pintada lembra do Máscara, morto entre Guapiara e Capão Bonito - sudoestepaulistaOnça-pintada era monitorada por projeto ambiental na região de Guapiara e Capão Bonito — Foto Beatriz de Mello Beisiegel-ICMBio

Além disso, os pesquisadores estavam se organizando para fazer a captura e o tratamento da onça, devido ao estado de saúde dela. No entanto, Máscara foi morto dias antes.

De acordo com a Polícia Federal, um inquérito foi instaurado para apurar a situação e exames constataram que a onça foi abatida com utilização de arma de fogo.

O crime de matar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória sem permissão tem pena de detenção de seis meses a um ano, e multa. No entanto, a PF informou que essa pena pode ser aumentada caso o crime praticado seja contra uma espécie rara ou considerada ameaçada de extinção, que é o caso da onça-pintada.

Dia da Onça Pintada lembra do Máscara, morto entre Guapiara e Capão Bonito - sudoestepaulistaBorboleta pousou na pata de onça encontrada morta entre Guapiara e Capão Bonito – Foto ficou marcada na lembrança de milhares de amantes da natureza — Foto Fundação Floresta

Kátia Pisciotta contou que, depois da perícia, o corpo do Máscara foi congelado e será utilizado para estudos. A ideia é retirar a pele do animal e montar um esqueleto.

“Identificar quem são as onças que moram no Contínuo do Paranapiacaba é algo muito forte no nosso projeto, e a gente identifica pela análise das rosetas, na mesma perspectiva da impressão digital. As marcas de uma nunca vão ser iguais as da outra. São animais individualizados com suas história de vida, e o material do Máscara conta sobre a história de vida dele”, completa.

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *