Em Fartura população reclama de matagal, cobras e lagartos tomando bairros da cidade - sudoestepaulista

Em Fartura população reclama de matagal, cobras e lagartos tomando bairros da cidade

Uma postagem mostrando uma cobra morta, atraiu vários comentários de farturenses relatando problemas com a limpeza da cidade.

Uma postagem num grupo de Facebook, ressoou em de Fartura, escancarando a falta de cuidado com a limpeza, de cuidados básicos com a cidade. Uma cobra sem peçonha foi vista e morta numa rua, única, que dá acesso a um bairro urbano, como também vários outros bairros rurais do município. Um comentário mencionou outro caso envolvendo répteis.


Diz a postagem com fotos da cobra já morta “bem na entrada da São Caetano essa cobra pulou na senhora C…………. As autoridades têm que tomar alguma providência para limpar essa entrada urgente.”


A reportagem vai citar alguns comentários, parte da postagem, mas sem mencionar os nomes.


A via em questão é a Chica Vaz, uma extensão da principal rua da cidade, a Barão do Rio Branco. Único acesso ao populoso Bairro São Caetano, no local, tem uma pequena e estreita ponte, onde cruza um ribeirão que em suas margens, como deve ser, tem muito mato. O que não deve ser, é a falta de cuidado do poder público, responsável por manter a vegetação sob controle.


Em frente onde a cobra teria atacado a mulher, está localizado um grande posto de saúde, do outro lado do ribeirão, uma quadra poliesportiva (famosa pela frequência de usuários de drogas) e vários comércios. Vale destacar que nas margens do ribeirão, há boa vegetação, o que é bom e é chamado como “floresta urbana”.


Um homem identificou o bicho em sua postagem: “essa cobra é Caninana ou cobra d’água, não tem nem veneno e é perigoso dar ‘b.o’ pra quem matou.” Lembrando que é crime matar animal silvestre.


Outra farturense, citou que onde mora, a situação é parecida, “não é só aí não, J………, aqui na minha rua no barranco cheio de mato vem cobra, aranha, lagarto e não vem ninguém limpar. Misericórdia.”

Em Fartura população reclama de matagal, cobras e lagartos tomando bairros da cidade - sudoestepaulistaImagem extraída do Google Maps mostra em panorâmica o local onde a cobra foi morta, em Fartura

Um morador do bairro São Caetano foi outro a comentar na postagem “o bairro é esquecido, ninguém faz nada pelo bairro, a pracinha tá destruída, quando crescer a grama é os moradores que cortam, aí nessa ponte [onde a cobra foi morta] só mato crescendo e ninguém faz nada.”


Chamou a atenção uma postagem de uma farturense que mora no centro da cidade, nas redondezas do recinto de festas. “Aqui perto do recinto também somos esquecidos, nem na época dessa festa não limparam pra gente, mas o imposto ninguém esquece de mandar, haaaaaa, não esquecem mesmo tá uma feiura o nosso lindo Ribeirão tá uma vergonha, logo vou tirar umas fotos aqui pra postar.”

Em Fartura população reclama de matagal, cobras e lagartos tomando bairros da cidade - sudoestepaulistaCobra foi morta por cidadão, o que é considerado crime, passível de multa

Um outro comentário que merece ênfase, se trata de outro relato de cobra, dessa vez uma peçonhenta. “Hoje a minha filha foi sair de casa, tinha uma jararaca debaixo do carro dela, era grande, ela passou por cima e meu marido acabou de matar, saiu do pasto de frente de casa que está um matão, esse terreno era da prefeitura, não sei se ainda é, podia ter entrado dentro do meu quintal até mesmo dentro de casa e nós não teria visto!”

Em Fartura população reclama de matagal, cobras e lagartos tomando bairros da cidade - sudoestepaulistaFarturense que é o mesmo da foto, disse que é uma cobra Caninana e que não é peçonhenta
Em Fartura população reclama de matagal, cobras e lagartos tomando bairros da cidade - sudoestepaulistaPopulares rodeiam o animal morto, na Rua Chica Vaz, acesso ao Bairro São Caetano, em Fartura

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

Modelar Box

ADS

BELLA PIZZA

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *