Em um dia: três procurados peja justiça são capturados pela PM

Foragidos foram encontrados em Arandu, num assentamento em Iaras e por último, na cidade de Avaré.

.

No último sábado, 16, o trabalho de patrulhamento por parte da Polícia Militar, referente ao 53º BPM/I, chamou a atenção. No mesmo dia, três procurados pela justiça, em três cidades diferentes, foram capturados. Os casos aconteceram em Arandu, Iaras e em Avaré.

 

O primeiro capturado do dia, foi registrado as 04:10hs da madrugada, em Arandu.

 

Ao verificar uma possível invasão a domicílio, um suspeito foi abordado pela PM. Com ele nada foi encontrado, mas na pesquisa criminal, os policiais constataram se tratar de pessoa procurada pela justiça pelo do crime de Tráfico de Drogas e condutas afins.

 

A segunda captura ocorreu as 11:04hs, no Assentamento Zumbi dos Palmares, município de Iaras.

 

Durante patrulhamento pelo assentamento, a equipe se identificou um indivíduo, de 35 anos, o qual já estava no radar policial devido um mandado de prisão preventiva em seu desfavor. Uma pesquisa via COPOM, confirmou que o indivíduo era de fato, procurado pela justiça.

 

O último procurado pela justiça foi capturado as 17:25hs, na cidade de Avaré.

 

A equipe da ROCAM, durante patrulhamento pelo bairro Bela Vista, abordou um indivíduo o qual, a exemplo do caso anterior, os policiais sabiam que havia um mandado de prisão em seu desfavor. A prisão teve o apoio de uma Equipe de Força Tática.

 

Como nos demais casos, o procurado foi conduzido ao plantão policial e apresentado à autoridade de polícia judiciária, que por sua vez, elaborou os registros de captura de procurados, deixando os indivíduos à disposição da justiça.

 

A exceção do primeiro caso, onde o homem era procurado por narcotráfico, nos demais, a redação não obteve as informações do tipo de crime que ambos foram condenados.

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *