Estância Turística de Avaré celebra 159 anos de fundação - sudoestepaulista

Estância Turística de Avaré celebra 159 anos de fundação

Beleza natural e patrimônio arquitetônico são alguns dos atrativos da estância turística

A Estância Turística de Avaré comemora seu 159º aniversário no dia 15 de setembro. A data da fundação que remete ao longínquo ano de 1861, no entanto, é apenas simbólica.

A opção pelo 15 de setembro, dia em que a Igreja celebra as Dores de Nossa Senhora, foi uma forma de deixar registrada a religiosidade dos primeiros habitantes, já que o povoado surgiu ao redor de uma capela dedicada à santa.

Dona de uma beleza natural exuberante, Avaré se transformou em estância turística graças à Represa Jurumirim, distante cerca de 19 quilômetros do centro da cidade.

O reservatório concluído em 1962 deu origem a aproximadamente 1,8 mil quilômetros de praias, formando um verdadeiro mar de água doce.

Outra atração no quesito beleza natural é o Horto Municipal. Floresta conservada na zona urbana, é ponto de encontro entre avareenses e turistas. A cidade conta ainda com cachoeiras e trilhas para ciclistas.

Além disso, ostenta atrativos que moldam o cenário urbano. Entres eles estão o Mercado Municipal, o Largo São João e o Santuário Nossa Senhora das Dores, este erguido no ponto em que a cidade surgiu, marco religioso considerado ainda patrimônio cultural e arquitetônico.

Com aproximadamente 91.232 habitantes, segundo dados recentes do IBGE, Avaré é referência para dezenas de cidades da região, principalmente em termos de comércio, saúde e educação.

A cidade se destaca ainda em termos estaduais e nacionais. Chamada de Capital Nacional do Cavalo, a estância também é conhecida pelas competições equestres e pelos grandes eventos agropecuários que promove.

Estância Turística de Avaré celebra 159 anos de fundação - sudoestepaulistaRepresa Jurumirim é um dos grandes atrativos turísticos de Avaré

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *