Itapeva já registra 4 casos de dengue em 2020 - sudoestepaulista

Itapeva já registra 4 casos de dengue em 2020

Em 10 dias, foram encontradas 52 amostras positivas para o Aedes Aegypti nos bairros da cidade.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do DVS – Departamento de Vigilância em Saúde, realizou na manhã desta quarta-feira, dia 5, a reunião da “Sala de Situação de Arboviroses” do município de Itapeva, para atualizar os demais setores da administração municipal sobre o quadro epidemiológico e a infestação do mosquito Aedes Aegypti.

Na ocasião, a chefe da Divisão de Vigilância Ambiental e Controle de Zoonoses, Juliana Carvalho, mostrou por meio de gráficos as visitas realizadas pelos agentes de controle de vetores nas casas em 2018 e 2019, projetando a diminuição das pendências (imóveis fechados). Conforme demonstrou, os principais recipientes encontrados com larvas do Aedes Aegypti nas residências continuam sendo pneus, entulhos de construção, potes plásticos, latas, vasos de plantas, entre outros. Só em janeiro de 2020, os agentes encontraram 144 garrafas durante as visitas, que oferecem condições para se constituir em novos focos do mosquito transmissor.

Em 2019, a cidade teve 12 casos de dengue no decorrer do ano todo, sendo desses 5 casos autóctones e 4 importados. Já em 2020, apenas neste mês de janeiro, já foram confirmados 4 casos outóctones (contraídos no próprio município) e nenhum importado.

Embora agentes de controle de vetores realizem diariamente o trabalho casa a casa buscando por larvas e criadouros, o combate à dengue, zika e chikungunya só é possível por meio de conscientização popular. Desta forma, a Divisão de Vigilância Ambiental e Controle de Zoonoses apresentou um plano para ações integradas, que inclui secretarias municipais, escolas e faculdades, visando a realização de atividades de controle do mosquito transmissor destas doenças de forma intersetorial.

De 7 a 16 de janeiro, foram encontradas 52 amostras positivas (focos) para o Aedes Aegypti nos bairros da cidade, que são eles respectivamente: Jardim Ferrari (3), Jardim Califórnia (1), Vila Taquari (2), Vila São Francisco (2), Jardim Grajaú (3), Vila Santa Maria (5), Bairro de Cima (5), Vila Nova (3), Centro (3), Vila Bom Jesus (1), Jardim Nova Itapeva (1), Vila Ribas (3), Vila Camargo II (2), Jardim Belvedere (4), Vila Camargo I (2), Jardim Bonfiglioli (3), Vila Aparecida (1), Vila Mariana (5), Parque Cimentolândia (1) e Jardim Kantian (3).

Sorocaba decretou epidemia na última semana e Itapeva já está em estado de alerta, com alta infestação do transmissor. Por isso, a Secretaria da Saúde, por meio da DVS, reforça a importância em eliminar os criadouros, não somente o mosquito, mas sim as larvas, com o objetivo de prevenir novos casos da doença.

A reunião contou também com a participação da articuladora Simone Colturato e Eliana Corrêa Prestes.

Os principais sintomas ocasionados pela dengue são: febre alta de início imediato, dores moderadas nas articulações, manchas vermelhas na pele e coceira.

Veja alguns cuidados essenciais para evitar criadouros:

– Elimine as plantas aquáticas, pois elas são um grande risco para a procriação do mosquito;

– Coloque cascas de ovos, latas, tampas de garrafas e outras embalagens vazias em sacos plásticos bem fechados antes de descartá-los. Mantenha-os fora do alcance de animais até o recolhimento;

– Elimine os pratinhos das plantas ou mantenha-os justos, não deixando espaço para que os mosquitos coloquem seus ovos;

– Reservatórios de água devem permanecer microtelados para não permitir que o mosquito tenha acesso à água e coloque seus ovos;

– Guarde os pneus velhos em local seco e abrigado de chuva ou entregue no Posto de Coleta da Prefeitura de Itapeva, na Rua Gastão Vidigal, esquina com a Noemi de Moura Müzel, para serem reciclados;

– Mantenha as calhas para água da chuva desentupidas;

– Bloqueie o cano de sustentação da antena parabólica para que não acumule água em seu interior;

– Mantenha a caixa d’água com tampa completamente lacrada. Retire a água acumulada na laje;

– Elimine qualquer objeto que possa acumular água, como as partes de garrafas de vidro utilizadas em cima de muros;

– Mantenha os reservatórios de água das geladeiras com detergente;

– Ralos em desuso devem permanecer fechados. Ralos externos devem permanecer desobstruídos para não acumularem água;

– Lave, com escova, os potes de água dos animais uma vez por semana, no mínimo;

– Bromélias acumulam água em seu interior. Por esse motivo, são proibidas no perímetro urbano de Itapeva, de acordo com a Lei nº 1.788/2.002, descumprimento sujeito a multa;

– Mantenha a água das piscinas limpa e devidamente tratada. Utilizar capa como cobertura não impede os focos do mosquito, devido às pequenas frestas formadas.

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *