Itaporanga e Barão de Antonina também serão beneficiadas pelo programa Novas Estradas Vicinais - sudoestepaulista

Itaporanga e Barão de Antonina também serão beneficiadas pelo programa Novas Estradas Vicinais

São várias as estradas vicinais da região Sudoeste Paulista que estão inseridas no programa anunciado hoje pelo Governo de SP.

O Governo de São Paulo anunciou hoje o início da contratação das duas primeiras fases do programa Novas Estradas Vicinais, que irá recuperar e modernizar 1.563 kms de estradas de responsabilidade municipal em todo o Estado.

Para a região Sudoeste Paulista, um dos grandes destaques é a recuperação da vicinal que liga os municípios de Itaí e Paranapanema e a recuperação de vicinais na micro região de Itaporanga. Está no programa a Estrada vicinal BAT-050, Juca Mineiro: ligação entre Barão de Antonina e Salto do Itararé (PR), numa extensão total de 6 kms.

Outra via a ser recuperada é a estrada vicinal IRG-452, Kazuyoshi Kurita: ligação entre Itaporanga e Santana do Itararé (PR). Extensão total de 5,7 kms.

As etapas iniciais do programa somam 139 vicinais. O pacote do Governo de São Paulo vai gerar cerca de 15 mil empregos, entre vagas diretas e indiretas. Apesar da crise em decorrência da pandemia, a economia de São Paulo se mantém em crescimento. Segundo a Fundação Seade, o PIB paulista registrou alta de 0,4% de 2020, enquanto que o índice do Brasil recuou 4,1% no período.

As estradas vicinais são essenciais para o escoamento da produção agrícola e movimentam as economias regionais, além de garantir o deslocamento da população de cidades menores a grandes centros urbanos, que dão acesso a serviços importantes como saúde e educação.

Em todo o Estado, a primeira fase do programa soma 66 vicinais (divididas em 53 lotes de obras) e 76 cidades, totalizando 745 quilômetros e R$ 577 milhões. Já a segunda fase, são 73 estradas (divididos em 58 lotes) e 85 municípios, somando 818 quilômetros de recuperação e R$ 634,5 milhões em investimentos estimados.

A região de Sorocaba, onde está inserida a região Sudoeste Paulista e parte do Vale do Ribeira, vai receber investimentos e modernização em 13 estradas.

Confira o cronograma do programa:

Fase1

  • Estrada vicinal BAT-050, Juca Mineiro: ligação entre Barão de Antonina e Salto do Itararé (PR), localizada no município de Barão de Antonina. Extensão total de 6 kms.
  • Estrada vicinal IRG-452, Kazuyoshi Kurita: ligação entre Itaporanga e Santana do Itararé (PR). Extensão total de 5,7 kms.
  • Estrada vicinal API-020: ligação entre Apiaí e Barra do Chapéu. Extensão total de 24,1 kms.
  • Estrada Vicinal IRR-030, Antônio Carlos Magno: ligação entre o Bairro Cerrado e Santa Cruz dos Lopes, localizada no município de Itararé. Extensão total de 21,5 kms.
  • Estrada vicinal IP-002: ligação entre Itapirapuã Paulista e Ribeirão da Várzea. Extensão total de 14,2 kms.
  • Estrada vicinal RB-001, Dirceu Dias Baptista: ligação entre os municípios de Ribeira e Itapirapuã Paulista. Extensão total de 26,1 kms.

Fase 2

  • Estrada vicinal ITG-319, Carmine Barreti: ligação entre o km 196 da SP 270 ao Distrito Industrial de Rechã, municípios de Angatuba e Itapetininga. Extensão total de 6,5 kms.
  • Estrada vicinal BUR-040, Tertulino Gonçalves de Albuquerque: ligação entre o município de Buri e SP 258. Extensão total de 15,6 kms.
  • Estrada do Vinho SPV-077: ligação entre a SP 270 e SPA 060/270, município de São Roque. Extensão total de 10,1 kms.
  • Estrada vicinal Mario Covas (trecho 1): ligação entre os municípios de Itaí e Paranapanema. Extensão total de 15 kms.
  • Estrada vicinal Mario Covas (trecho 2): ligação entre os municípios de Itaí e Paranapanema. Extensão total de 16,5 kms.
  • Estrada Vicinal Roque Jacob de Barros: ligação entre os municípios Guareí a Quadra. Extensão total de  22,5 kms.
  • Estrada vicinal IPR-268: ligação entre a SP-97, em Sorocaba, e SP-141, em Iperó. Extensão total de 22,6 kms.

O programa prevê obras para recuperação de pistas já asfaltadas, pavimentação das estradas em terra e melhorias em sinalização e sistema de drenagem. A expansão do Novas Estradas Vicinais pode acontecer ainda neste ano, de acordo com a conclusão dos serviços previstos nas atuais etapas.

“É um marco para os municípios que têm dificuldade na manutenção dessas estradas tão importantes. As obras vão gerar empregos e quando ficarem prontas trarão ainda mais desenvolvimento para as regiões”, afirma o Vice-Governador Rodrigo Garcia, que também é Secretário de Governo.

Edital de contratação

Em 02 de março, o DER, órgão da Secretaria Estadual de Logística e Transportes, publicou, no Diário Oficial, o edital de concorrência pública para a primeira fase. No dia 20 do mesmo mês, foi a vez da segunda fase.

Nas duas etapas com editais publicados, os municípios deverão realizar um convênio com o DER.

Um estudo técnico do DER, feito em conjunto com as Prefeituras, identificou os principais gargalos para o desenvolvimento do projeto.

A partir de então, as vicinais foram divididas em categorias – estradas que ligam polos geradores de produtos e serviços e rodovias estaduais, além das que dão acesso a municípios. A lista completa de vicinais contempladas nas fases 1 e 2 pode ser consultada no site do DER (http://www.der.sp.gov.br), em licitações.

Nova Matriz Logística

Importantes para o desenvolvimento econômico do Estado, estas vias fazem parte da nova matriz logística rodoviária integrada em todo o Estado. “Trata-se de um ganho enorme que transforma o cenário logístico de São Paulo. As vicinais integram os municípios do interior e do litoral, dão acesso a portos, aeroportos e grandes centros urbanos. Vamos alavancar a economia e melhorar a qualidade de vida da população em todas as regiões do Estado”, afirmou o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Com o Novas Estradas Vicinais, a Secretaria Estadual de Logística e Transportes dá andamento à implantação da nova matriz logística de São Paulo. Assim, o governo pretende melhorar a integração de todos os modais de transporte – malhas rodoviária, férrea, hidroviária e aerorrodoviária –, e garantir agilidade no transporte de cargas e segurança na circulação de pessoas.

Propostas

A documentação e as propostas de preço das fases 1 e 2 foram recebidas na sede do DER, em 20 e 22 de abril respectivamente. Neste momento, as propostas passam por análise minuciosa das equipes de licitação do órgão estadual.

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *