Melancias do tráfico de drogas são doadas pela Polícia Civil a avareenses carentes - sudoestepaulista

Melancias do tráfico de drogas são doadas pela Polícia Civil a avareenses carentes

Segundo a DIG, mais de 14 mil quilos de melancia foram entregues a SEMAD.

.

A Polícia Civil doou na quarta-feira, dia 29/12, as melancias que foram apreendidas numa ocorrência de tráfico de drogas na Rodovia Castelo Branco, em Avaré.

 

As frutas tinham sido usadas para esconder mais de uma tonelada de maconha na carroceria de um caminhão. O veículo foi interceptado por policiais rodoviários no domingo de Natal.

 

Após decisão judicial, policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), com o apoio de servidores municipais, carregaram um caminhão cedido pela Prefeitura de Avaré e levaram as frutas à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SEMAD).

 

O órgão ficou encarregado de distribuir as melancias a instituições que prestam serviços assistenciais na cidade.

 

Segundo a DIG, mais de 14 mil quilos de melancia foram entregues a SEMAD.

 

“Além de combater a criminalidade, tendo como base a investigação, esse tipo de trabalho social é algo que a Polícia Civil em Avaré também realiza e quase sempre não é notado. É sempre gratificante poder beneficiar a população mais carente de alguma forma”, destacou o Delegado Seccional Rubens César Garcia Jorge.


.

Confira mais imagens abaixo:

Melancias do tráfico de drogas são doadas pela Polícia Civil a avareenses carentes - sudoestepaulista Melancias do tráfico de drogas são doadas pela Polícia Civil a avareenses carentes - sudoestepaulista Melancias do tráfico de drogas são doadas pela Polícia Civil a avareenses carentes - sudoestepaulista Melancias do tráfico de drogas são doadas pela Polícia Civil a avareenses carentes - sudoestepaulista Melancias do tráfico de drogas são doadas pela Polícia Civil a avareenses carentes - sudoestepaulista

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *