'Formiguinhas' do tráfico nos presídios de SP - sudoestepaulista

‘Formiguinhas’ do tráfico nos presídios de SP

As mulheres são as responsáveis pela entrada de drogas nos presídios do Estado

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) voltou a informar que, no último final de semana (dias 26 e 27), agentes de segurança flagraram visitantes mulheres tentando entrar com drogas em presídios abrangidos pela Coordenadoria da Região Noroeste (CRN), a que abrange também a região Sudoeste Paulista.

Em ocorrência registrada na Penitenciária de Franca, mulher foi barrada com nove micropontos de droga sintética escondidos na barra da calça.

Em todos os casos, a Polícia Militar (PM) foi acionada para registrar boletim de ocorrência. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unidades prisionais.

Vale destacar que, mesmo com a ampla divulgação na mídia das crescentes apreensões em todo Estado de São Paulo, visitantes femininas seguem tentando burlar as revistas, sem sucesso, graças à perícia de agentes penitenciários aliada à tecnologia dos scanners corporais.

Penitenciária de Franca

Na Penitenciária de Franca, em 26/10 (sábado), uma visitante foi surpreendida por agentes em dia de visita portando crack e maconha em um invólucro branco escondido em seu ânus.
A ação ocorreu após ela passar pelo escâner corporal, que apontou algo estranho nas imagens. Em um primeiro momento, a mulher negou portar ilícitos e depois acabou admitindo.

DROGA SINTÉTICA

Em seguida, os funcionários apreenderam nove micropontos de droga sintética com outra visitante, durante revista pelo escâner corporal. O entorpecente estava camuflado na barra da calça.
As visitantes foram levadas à delegacia da cidade para o registro de boletim de ocorrência.

Penitenciária de Marília

Na Penitenciária de Marília, em 27/10 (domingo), a companheira de um preso passou pelo escâner corporal, que apresentou imagem diferente. Ao ser indagada, ela confessou que trazia, em sua genitália, um invólucro contendo maconha.

A mulher alegou que a droga não seria entregue ao seu companheiro e que alguém a procuraria para receber e dar o destino final.

MAIS APREENSÃO

A unidade prisional registrou mais uma apreensão no domingo. Uma mulher foi descoberta pelo escâner com maconha em sua vagina. Indagada, contudo, ela negou qualquer irregularidade.
Diante dos fatos, a visitante foi encaminhada até o hospital para realização de exames clínicos, que confirmaram a presença de droga em sua genitália.

Em ambos os casos, as visitantes foram presas e seriam submetidas à audiência de custódia.

Penitenciária I de Serra Azul

No dia 26/10 (sábado), na Penitenciária I de Serra Azul, uma mulher foi barrada por agentes depois de passar pelo escâner corporal, que apontou imagem suspeita no corpo da visitante.

Ao ser indagada, ela negou qualquer irregularidade e, portanto, precisou ser conduzida ao posto de saúde da cidade, onde, após atendimento médico, foram retirados, de seu ânus, dois invólucros contento cocaína e maconha.

Em seguida, a mulher foi encaminhada para a delegacia e presa.

Em todos os casos registrados, as unidades prisionais também instauraram Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam as drogas.

A SAP informa que pessoas flagradas tentando entrar com objetos ilícitos em presídios são automaticamente suspensas do rol de visitas.

 

'Formiguinhas' do tráfico nos presídios de SP - sudoestepaulista

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *