Onda de furtos e roubos a pedestres preocupa população taquaritubense - sudoestepaulista

Onda de furtos e roubos a pedestres preocupa população taquaritubense

Vítimas principalmente mulheres estão se sentido acuadas ante o avanço da criminalidade na cidade; confira vídeos.

,

Uma leitora do Portal do Sudoeste Paulista entrou em contato a redação nesta manhã de quarta-feira, 6, para relatar a grande apreensão que assola a maioria dos taquaritubenses. Segundo informações colhidas pelo Portal, a maioria das vítimas são mulheres, roubadas enquanto transitam pelas ruas centrais do município.


A redação teve acesso a imagens de câmeras de monitoramento que flagram alguns desses crimes, em plena luz do dia e em área central da cidade, onde a grande movimentação durante todo o dia, o que não intimida os larápios.


“Estamos com medo de sair de casas”, disse a leitora, preocupada com a segurança de toda a comunidade.


O foco principal são celulares e a distração corriqueira das pessoas, corrobora com a ação. Nas imagens abaixo, é possível ver o modus operandi dos criminosos.


Atentos aos pedestres, eles observam até encontrar um alvo, de preferência uma mulher e que esteja desatenta, muito das vezes, manuseando o aparelho. O larápio passa ao lado, pega o celular e sai correndo.


De acordo com os dados colhidos pelo Portal, junto a Seccional de Polícia Civil, somente no mês de setembro, foram registrados 25 furtos na cidade e 3 roubos, sem contar aqueles mais desanimados que não realizam o importante Boletim de Ocorrências.

Imagens de câmeras de monitoramento flagram a ação dos criminosos, em área central de Taquarituba

Onda de furtos e roubos a pedestres preocupa população taquaritubense - sudoestepaulista

Na imagem é possível ver um larápio se preparando para roubar o celular da vítima; na sequência, ele correndo e a vítima o seguindo

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *