Padre que foi flagrado furtando loja em Piraju é suspeito de subtrair 54 mil reais de sacerdote doente - sudoestepaulista

Padre que foi flagrado furtando loja em Piraju é suspeito de subtrair 54 mil reais de sacerdote doente

Acamado e afastado devido a covid-19, padre de 78 anos, passou cartão e senha bancária para o colega de ministério Wellington Rodrigues.

.

Um padre pertencente a Diocese de Ourinhos e que ministra atualmente na paróquia de Espírito Santo do Turvo é investigado pela Polícia Civil, após ser acusado de subtrair R$ 54 mil da conta bancária de um outro padre, este de 78 anos, acamado em detrimento da covid-19.


Em 2019, o mesmo padre, Wellington Rodrigues, quando a frente da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Piraju, foi flagrado por câmera de segurança, furtando aparelho de telefone celular de um loja.


Atualmente ambos os presbíteros estavam atuando na mesma paróquia, em Espírito Santo do Turvo. O padre de 36 anos é suspeito porque, ante a doença de seu homólogo, ficou de posse do cartão e senha da conta do padre Salvatore.


Através do Bispo Dom Eduardo Vieira dos Santos, a diocese de Ourinhos emitiu nesta quarta-feira, 15, uma nota sobre o polêmico caso que abala os pilares da igreja católica.


“Nesses últimos dias temos vivenciado situações difíceis que exigem paciência, prudência e bom senso”, diz a nota em seu primeiro parágrafo. O italiano e padre Salvatore Gurrieri, esteve internado de 24 de maio a 7 de junho até ser transferido para o Lar Santa Tereza Jornet, onde continuou seu tratamento médico. “Informamos que, devido ao tratamento, o padre Salvatore não está fazendo o uso do aparelho celular”, revelou a diocese.


Quando ao suspeito padre Wellington Rodrigues Moreira, devido ao ocorrido, encontra-se afastado do exercício de suas funções religiosas, revela a cúria episcopal, ao menos até a conclusão das investigações que estão a cargo da Polícia Civil da pequena Espírito Santo do Turvo.


“No tocante ao inquérito policial, a diocese aguarda a conclusão do mesmo, para tomar as devidas providências”, diz a igreja. Quanto aos fatos ocorridos em Piraju, a Diocese de Ourinhos relatou que abriu um processo canônico de investigação prévia, em dezembro de 2021, que está em andamento junto a Santa Sé e sob segredo de justiça.


A nota reitera que “na fidelidade a Cristo e a Igreja, e no firme propósito de ser instrumento da verdade e da justiça, exortamos a todos a buscar a unidade e a se pautar pelos valores éticos e cristão.”


Para esta matéria, o Portal do Sudoeste Paulista agradece imensamente a colaboração do respeitado jornalista de Piraju, nosso ilustre colega Cristiano Amorim.

Padre que foi flagrado furtando loja em Piraju é suspeito de subtrair 54 mil reais de sacerdote doente - sudoestepaulistaPadre Salvatore Gurrieri teve sua conta bancária esvaziada enquanto tratava da covid-19
Padre que foi flagrado furtando loja em Piraju é suspeito de subtrair 54 mil reais de sacerdote doente - sudoestepaulistaImagens do sistema de monitoramento da loja em Piraju, mostra o padre Wellington Rodrigues, furtando um aparelho celular
Padre que foi flagrado furtando loja em Piraju é suspeito de subtrair 54 mil reais de sacerdote doente - sudoestepaulista
Em carta, a Diocese de Ourinhos, se manifestou sobre o polêmico caso

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *