Palhaço é preso em Fartura acusado de abusar de menina de 12 anos - sudoestepaulista

Palhaço é preso em Fartura acusado de abusar de menina de 12 anos

Denuncias de que dois homens estavam assediando alunas de uma escola levaram a Polícia Militar ao encalço do marmanjo.

Uma garota de apenas 12 anos foi aliciada e atraída por homem de 25 anos, um dos palhaços que trabalham num veículo em formato de trenzinho que circula pelas ruas das cidades, entretendo crianças e adolescentes. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira, 13, na cidade de Fartura.

O trem de uma empresa de Itapeva teria chegado a Fartura para as festividades de aniversário da cidade, ocorrido no último 31 de março e, por lá ficaram.

Primeiro a redação do Portal do Sudoeste Paulista tentou obter as informações junto à Seccional de Polícia Civil de Avaré, responsável por Fartura, mas a unidade sob o comando do delegado Dr. Rubens César Garcia Jorge, negou informações, infringindo a Lei Federal de Acesso à Informação, de número 12.527, contudo, encontramos guarida na Delegacia local.

De acordo com o investigador da Delegacia de Polícia de Fartura, que atua no caso, a Polícia Militar da cidade estava recebendo denúncias indicando que dois palhaços do trenzinho estavam rondando a Escola Estadual Monsenhor José Trombi, tentando engambelar e assediar alunas.

Na manhã desta quarta-feira, 13, a PM recebeu novas informações, dizendo que os dois jovens (palhaços), estavam na escola, assediando alunas.

Ainda segundo a Polícia Civil, durante ronda na escola nada encontram, contudo, minutos após, quando a equipe da Polícia Militar retornava ao centro da cidade, se deparou com o trem estacionado na Rua Américo Brasiliense, isso por volta das 7:15hs.

Mas não foi o trem que chamou a atenção dos policiais, mas sim, um casal escondido atrás do veículo, em evidente intimidade. Para os policiais pareciam adultos, mas ao se aproximarem, flagram o palhaço, um marmanjo de 25 anos, com uma menina de apenas 12.

Aos policias a criança moradora na Vila Nossa Senhora de Fátima disse que estava com o homem sob seu próprio consentimento, mas segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, nessa idade a pessoa não tem condições de responder por si.

A menina foi encaminhada para exames de corpo de delito, no IML de Avaré, onde foi constado não ter ocorrido o ato sexual, contudo, para a lei, trata-se de estupro de vulnerável.

O marmanjo, V.L.L., natural de Taquarituba e com antecedentes por tráfico de drogas, a priori foi preso em flagrante e conseguinte convertido em prisão preventiva pela Justiça da Comarca de Fartura. O acusado de estupro foi encaminhado para a Penitenciária de Iaras.

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

Modelar Box

ADS

BELLA PIZZA

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *