Passagens de fauna é exigida por ambientalista durante audiência pública para a duplicação da SP-255 - sudoestepaulista

Passagens de fauna é exigida por ambientalista durante audiência pública para a duplicação da SP-255

Nem Arteris, muito menos Artesp, até o momento falaram sobre o assunto. Rodovia dos Calçados servirá como um parede que irá separar a fauna silvestre paulista de norte a sul.

Com as obras já iniciadas e os pedágios cobrando a todo vapor, a região de Franca está sendo a primeira beneficiada com modernização e duplicação da SP-255, denominada Rodovia dos Calçados. Com uma extensão de 720 quilômetros, a duplicação irá cortar o estado paulista de norte a sul e isso está preocupando ambientalistas e ativistas.


Se por um lado a duplicação promete redução de acidentes e progresso por onde passar, a rodovia duplicada também servirá como uma verdadeira parede, praticamente intransponível para a fauna silvestre, impedindo a circulação dos animais pelo estado o que colabora com a diversificação genética e também, temem os ambientalistas que o aumento de atropelamentos será exponencial.


A carnificina: de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, mais de 39 mil mamíferos silvestres morrem atropelados todo ano em rodovias do estado. Quando o estado, como também a turística região Sudoeste Paulista for cortada ao meio pela duplicação, o aumento desse número é certo.


Promessa feita, promessa cumprida. Representante ativistas ambientais da região, representados pelo edito do Portal do Sudoeste Paulista, Sérgio Pereira, prometeram aproveitar a Audiência Pública realizada nesta sexta-feira, 11, e cobrar passagens de fauna no trecho que irá cortar e dividir a região.


Durante a Audiência, Sérgio Pereira, disse aos representantes da Arteris e Artesp que a rodovia até então, em seu projeto, não apresentou nenhum sinal de que se trata de uma obra com pegada ambiental. Nada se falou até o momento. Contudo, um diretor da Arteris disse que o Meio Ambiente é sim uma preocupação da empresa.


Sérgio Pereira prometeu incomodar se nada a respeito for anunciado. “Não se pode, em tempos como esse, em que a pegada ambiental é cada vez mais evidente e necessária, uma obra desse porte e com tamanho impacto sobre a fauna, ainda não ter anunciado nada na questão ambiental”, reclamou o editor do Portal do Sudoeste Paulista.


Único prefeito da região, presidente na importante Audiência Pública, o prefeito de Coronel Macedo e presidente da AMVAPA, Betinho, aproveitou parte de seu tempo para mostrar-se preocupado com o impacto que tal obra infringirá sobre nossa já imensamente pressionada e ameaçada fauna silvestre.


Se nada por feito a respeito, ou seja, construção de passagens de fauna, principalmente em nossa região Sudoeste Paulista, o editor chefe do Portal prometeu tanto à ARTESP, quanto para a Arteris que se preciso for, irá até a Justiça para garantir a proteção de nossos preciosos animais silvestres. A última vítima de atropelamento no trecho sob concessão da Arteris na região, que se tenha registro, foi um macaco Bugio, morto próximo a Taquarituba, semana passada.

Passagens de fauna é exigida por ambientalista durante audiência pública para a duplicação da SP-255 - sudoestepaulistaBugio morto por atropelamento próximo a Taquarituba, ao lado, mãe tamanduá morta próximo a Itaí e o filhote tentando mamar
Passagens de fauna é exigida por ambientalista durante audiência pública para a duplicação da SP-255 - sudoestepaulistaMapa do lote Rodovia dos Calçados mostra como o estado e também a região Sudoeste Paulista será dividida pela rodovia quando duplicada, impedindo por completo a passagem da fauna silvestre

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *