Penitenciária de Itaí é homenageada por resultados obtidos na Obmep - sudoestepaulista

Penitenciária de Itaí é homenageada por resultados obtidos na Obmep

Unidade tem histórico positivo na Olimpíada de Matemática, como primeiro preso a faturar medalha de ouro no torneio.

A Penitenciária “Cabo PM Marcelo Pires da Silva” de Itaí foi homenageada durante a Cerimônia Regional de Premiação das edições 15 e 16 da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), realizadas em 2019 e 2020, respectivamente. O evento ocorreu no final de junho, na sede da Diretoria de Ensino de Avaré. Na ocasião, 19 estudantes da cidade e região foram condecorados, bem como a Escola Vinculadora da unidade prisional pelos bons resultados obtidos na maior competição científica do país.

O estabelecimento penal esteve representado pelo diretor substituto do Centro de Trabalho e Educação (CTE) da penitenciária, João Carlos Fritz; e pela professora Daniela Carolina de Souza Garcia. Ambos receberam uma medalha de bronze em nome de um aluno de origem francesa, que cumpriu pena na unidade na época da disputa do torneio, em 2019. Houve, ainda, homenagem e premiação de Escola Destaque, tendo em vista a participação e resultados alcançados em edições anteriores, como medalhas e menções honrosas.

A cerimônia contou ainda com a presença da coordenadora regional da Obmep (região SP01), Cristiane Nespoli de Oliveira; da dirigente regional de ensino de Avaré, Lucimeire Gomes Mendonça; do supervisor educacional da Diretoria de Ensino, Cláudio Pereira dos Santos; e do representante do Conselho Estadual de Educação e mantenedor da Faculdade Eduvale de Avaré, Claudio Mansur Salomão.

DESTAQUES

Realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), a Obmep é uma realidade no sistema prisional paulista desde 2012, quando passou a ser aplicada nas unidades penais do estado.

Na edição de 2017, um reeducando colombiano, que cumpria pena na Penitenciária de Itaí, faturou a medalha de ouro. Ele foi o primeiro preso na história do torneio a levar o prêmio máximo.

Em 2018, dois detentos conseguiram prata e bronze. Já em 2019, outro preso da unidade, de origem francesa, foi condecorado com a insígnia de bronze – a qual foi entregue para os representantes do estabelecimento penal no evento de premiação.

INSCRITOS

Os presídios subordinados à Coordenadoria da Região Noroeste (CRN) inscreveram 3.804 reeducandos na 17ª Obmep – que já teve a primeira fase realizada em junho deste ano. O número representa um aumento de 15% na quantidade de inscritos em 2022 em relação ao ano passado, quando 3.306 presos estavam aptos a disputarem a competição.

Em Avaré e região, 751 presos de nove unidades foram inscritos no exame, que tem como objetivo preparar as pessoas privadas de liberdade para o retorno à vida em sociedade.

Para tanto, as secretarias estaduais da Administração Penitenciária (SAP) e da Educação (Seduc) vêm estimulando, cada vez mais, os reeducandos a participarem da Olímpiada de Matemática. Detentos que não possuem formação escolar podem, inclusive, concluir os estudos enquanto cumprem pena.

Isso é possível graças às escolas vinculadoras instaladas dentro dos presídios, que oferecem formação dos ensinos Fundamental e Médio. Os reclusos também participam de cursos de línguas, profissionalizantes e do Ensino Superior.

Penitenciária de Itaí é homenageada por resultados obtidos na Obmep - sudoestepaulistaRepresentantes da Penitenciária de Itaí recebem a medalha de bronze faturada por detento

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *