Polícia Militar prende em Itaporanga larápio que lesava população em cidade paranaense - sudoestepaulista

Polícia Militar prende em Itaporanga larápio que lesava população em cidade paranaense

Para prender o ladrão foi necessária uma ação conjunta entre polícias paulista e paranaense.

A Polícia Militar de Itaporanga recebeu contato no último dia 07, da PM do Paraná, a qual relatou que um indivíduo teria cometido vários furtos em Santana do Itararé/PR e provavelmente estaria em Itaporanga.


As informações são do 53º BPM/I. Com as características do suspeito, as equipes paulistas iniciaram as diligências e no bairro Vila Alvorada, conseguiram localizar o infrator que no momento da abordagem, estava com sua amásia em um veículo Kadet.


No interior do carro os policiais encontraram várias ferramentas e fios elétricos que teriam sido furtados no Estado do Paraná.


Conseguinte, as equipes paranaenses foram até a residência do casal acompanhados e autorizados pela mulher do criminoso. Lá localizaram diversos outros produtos de furto.


Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao infrator que foi conduzido ao Plantão Policial de Taquarituba. A companheira do indivíduo e os demais objetos encontrados foram apresentados para a autoridade judiciária do Paraná.


Ainda conforme as informações repassadas pela corporação, a prisão do larápio, como também os objetos apreendidos, contribuíram para esclarecer inúmeros furtos que ocorreram na cidade de Santana do Itararé/PR.

Polícia Militar prende em Itaporanga larápio que lesava população em cidade paranaense - sudoestepaulistaObjetos furtados em cidade Paraná, foram localizados com o larápio pela PM em Itaporanga
Polícia Militar prende em Itaporanga larápio que lesava população em cidade paranaense - sudoestepaulista
Polícia Militar prende em Itaporanga larápio que lesava população em cidade paranaense - sudoestepaulista

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *