Polícia prende suspeito de matar mulher a facadas e abandonar corpo em estrada rural de Cerqueira César - sudoestepaulista

Polícia prende suspeito de matar mulher a facadas e abandonar corpo em estrada rural de Cerqueira César

Segundo apurado pela Polícia Civil, a motivação do crime seria passional.

.

Um homem de 37 anos, acusado pela Polícia Civil de matar sua vizinha a facadas no bairro Santos Neves, em Cerqueira César, foi preso na tarde desta terça-feira (31). O acusado foi localizado no município por policiais da Delegacia local.


O caso ocorreu na segunda-feira (30) e a vítima, de 32 anos, foi encontrada morta por um morador, em uma estrada rural, com sinais de agressão à faca. Inicialmente, havia suspeitas contra o marido dela. Entretanto, com o andamento das investigações, a autoria foi esclarecida.


De acordo com a Polícia Civil, o investigado entrou em contradição várias vezes e acabou confessando o crime após ser confrontado com o depoimento de testemunhas e outras provas. Ele foi apresentado na Delegacia.


O investigado após passar por exame de corpo de delito ficará à disposição da Justiça.


Segundo foi apurado, conversas da vítima e do marido dela com a ex-companheira do acusado teriam ocasionado a separação do casal. E o fim do relacionamento teria sido a motivação do autor para tirar a vida da vizinha.


Ele contou à Polícia Civil que na data do crime (domingo), à noite, foi até em um bar, ingeriu bebida alcoólica e decidiu ir até a casa dos vizinhos para matá-los. Chegando no imóvel, chutou a porta, e se deparou apenas com a mulher. Houve uma briga e o acusado conseguiu pegar uma faca. Sob ameaças de morte, ela foi levada até uma estrada de terra e ali o autor a esfaqueou.


O marido da vítima estava trabalhando quando o crime ocorreu. Ele tomou conhecimento da morte da esposa depois que o corpo foi encontrado pela Polícia, no dia seguinte.

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *