Prefeitura de Fartura traz mais informações sobre o projeto de limpeza e reflorestamento do Ribeirão Fartura - sudoestepaulista

Prefeitura de Fartura traz mais informações sobre o projeto de limpeza e reflorestamento do Ribeirão Fartura

Além dos poderes executivos de Fartura de Taguaí, a participação da população é fundamental.

.

Por meio de parceria entre os municípios de Fartura e Taguaí, teve início no sábado, 11 de junho, o projeto de limpeza e reflorestamento de matas ciliares do Ribeirão Fartura, que interliga as duas cidades. De acordo com a engenheira ambiental, Nanúbia Barreto, o primeiro passo foi a identificação dos pontos mais poluídos do rio. O biólogo Giliardi Marinho, de Taguaí, também participou.


Nanúbia informou que a ação é muito importante, já que o Ribeirão Fartura, assim como os demais ribeirões do município, vem sofrendo há anos, com a falta da preservação de suas matas ciliares. “Na maior parte da extensão, não possui a metragem mínima exigida pelo Código Florestal, que é 30 metros de cada lado e, isso acarreta diversos problemas, como erosão de duas margens, que leva ao assoreamento do ribeirão, diminuindo assim, sua profundidade”, esclarece a engenheira.


Segundo a profissional, a falta de preservação das margens, também facilita no carreamento de lixo para dentro das águas, poluindo-a e trazendo prejuízos imensos à vida aquática. O Ribeirão Fartura, possui mais de 40 Km de extensão, abrange dois municípios, tendo suas nascentes no município de Taguaí e sua foz na Represa de Chavantes. Nanúbia explica que o rio atende diversos usos da água, como abastecimento público de Taguaí; disposição de esgoto tratado de Taguaí e de Fartura, dessedentação de animais, irrigação de plantações, além da preservação da vida aquática.


“Diante de toda a sua importância, decidimos unir forças à Taguaí, para dar início ao projeto de recuperação”, informa Nanúbia. A engenheira ambiental conta que a 1ª etapa consistiu na identificação das condições atuais e na rápida limpeza do lixo encontrado durante a visitação. “A seguir, será realizado um cronograma de etapa com Mutirão de Limpeza, dos pontos com maior concentração de lixo”, enfatiza. Nanúbia lembra que a maior parte dos lixos identificados não são descartados diretamente nos ribeirões, no entanto, são carregados junto com as águas pluviais, por meio do descarte nas cidades e se acumulam em pontos do rio que possuem obstáculos, como galhos de árvores.


A 2ª etapa, será o reflorestamento das margens. “Será promovida uma mega ação em parceria com a Prefeitura de Fartura, onde diversos quilômetros de área receberão a limpeza e, posteriormente, adequação das matas ciliares”, destaca. Nanúbia lembra que o descarte irregular de resíduos à beira dos rios e córregos, provoca transbordamentos e polui os cursos d´água. “Sendo assim, a participação da população na destinação correta de resíduos sólidos é fundamental para o bem-estar de todos e para a revitalização do meio ambiente”, conclui.

Prefeitura de Fartura traz mais informações sobre o projeto de limpeza e reflorestamento do Ribeirão Fartura - sudoestepaulistaA engenheira ambiental, Nanúbia Barreto e o biólogo Giliardi Marinho, colaboradores da Prefeitura de Taguaí

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *