Resgatado agonizando, a beira da morte, Jaguatirica luta pela vida - sudoestepaulista

Resgatado agonizando, a beira da morte, Jaguatirica luta pela vida

Cidadão anônimo, Bombeiros, GCM, Vigilância Sanitária de Itatinga e CEMPAS de Botucatu são os heróis dessa história incrível.

Uma história de luta pela vida, trazida pelo reino animal, pela natureza e entregue ao homem, talvez possa contar uma luta épica de um felino silvestre contra uma doença que certamente selaria seu destino e servir como exemplo ao ser humano, que muita vezes, parece não se importar com a própria, muitos menos do próximo. Vide caso horrendo em Santa Catarina.


As chances do animal sobreviver eram baixíssimas, para não dizer zero, mas o empenho e empatia de um cidadão anônimo, Corpo de Bombeiros de Itatinga e veterinários da cidade e do CEMPAS, de Botucatu, e claro, a força de vontade de viver, trazem ótimas perspectivas para uma Jaguatirica, encontrada em estado de morte, a beira de uma estrada rural, município de Itatinga.


De acordo com informações fornecidas pelo Bombeiros, o popular que transitava, na tarde desta terça-feira, 4, em uma estrada rural nas proximidades da Fazenda Itauna, ao ver o felino, comunicou o Corpo de Bombeiros. A suspeita era de atropelamento, o que foi descartado mais tarde.


Equipes do Corpo de Bombeiros, GCM e Vigilância Epidemiológica foram até o local e encontraram o bicho na margem da via, praticamente em estado de morte.


A veterinária da vigilância estimou que o animal estava há mais de 2 dias abandonado. De imediato ele foi transferido ao CEMPAS (Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Selvagens), que fica localizado no Hospital Veterinário da Unesp-Botucatu, onde recebeu os melhores cuidados possíveis.


Os profissionais envolvidos no resgate não conseguiram identificar a espécie do felino. Os bombeiros Cabo Villar e o Bombeiro Municipal Moreira, disseram suspeitar ser um gato do mato ou de uma jaguatirica, mas teve outros que pensaram até ser uma onça pintada.


Nessa tarde de quarta-feira, 5, a redação do Portal entrou em contato com o CEMPAS, onde obtivemos notícias duras, porém esperançosas.


Ana Júlia Tonetti Claro, veterinária responsável, ao receber o animal, identificado como sendo uma Jaguatirica, descreveu sua situação como prostrada, caída, sem reação, em estado semicomatoso, clinicamente falando.


A Jaguatirica estava desidratada, hipotérmica, caquética e com muitos ovos de mosca, prontos para virar larva.


Acompanhada minuto a minuto, a Jaguatirica, um macho, adulto, recebeu tratamento intensivo com antibióticos, soros e uma sonda inserida pelo nariz, para forçar a alimentação.


Cerca de 24 horas após ser resgatado, animal que está na lista de espécies ameaças de ser extinto do território paulista, saiu 0 para agora, atingir cerca de 50% de chances de viver.

Resgatado agonizando, a beira da morte, Jaguatirica luta pela vida - sudoestepaulista
Segundo o veterinário Bruno que atendeu a reportagem, o felino aparenta um quadro de melhoras, inclusive saindo de absolutamente deitada para as vezes, ficar prostrada de bruços, típico de um gato e melhor, já consegue se alimentar sozinha.


Quanto ao que tenha assolado esse guerreiro de nossa maravilhosa, porém pressionada fauna, a possibilidade de atropelamento foi descartada. Sem quebraduras e sinais de atropelamentos a suspeita dos veterinários do CEMPAS é que o animal tenha contraído alguma doença infecciosa, o que ocorre pelo contato com animais domésticos.

Resgatado agonizando, a beira da morte, Jaguatirica luta pela vida - sudoestepaulistaImpressionante como a Jaguatirica teve forças para sobreviver e sorte para ser resgatada. Parabéns ao cidadão que encontrou o felino, se importou e acionou o socorro
Resgatado agonizando, a beira da morte, Jaguatirica luta pela vida - sudoestepaulistaJaguatirica foi diagnosticada com infecção intestinal e seu corpo estava perdendo a luta, salva por um popular, bombeiros e veterinários empenhados

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *