Sem visitas devido a pandemia, familiares usam Correios para enviar drogas a presos - sudoestepaulista

Sem visitas devido a pandemia, familiares usam Correios para enviar drogas a presos

Em uma semana, foram três casos de entorpecentes enviados via Correios a presos da penitenciária de Iaras

Na terça-feira 1, duas apreensões de maconha, enviadas pelos Correios para detentos da unidade prisional de Iaras e, apenas 3 dias depois, agentes voltam a detectar maconha, desta vez, em pacotes de fumo.


Agentes de segurança da Penitenciária “Orlando Brando Filinto” de Iaras apreenderam, nesta sexta-feira (4), porções de maconha escondidas em seis pacotes de fumo enviados por Sedex pelo irmão do preso. A descoberta se deu durante procedimento de revista em produtos que chegam pelos Correios aos reeducandos.


A vistoria ocorreu, inclusive, na presença do destinatário. Ao todo, foram apreendidas 31 gramas da droga.


Questionado, o detento afirmou ser usuário e ter pedido para um amigo enviar o entorpecente em nome de seu irmão.


INVESTIGAÇÃO


A unidade registrou boletim de ocorrência para investigação da Polícia Civil. Também foi instaurado procedimento disciplinar para apurar a cumplicidade do preso que receberia a droga.

Sem visitas devido a pandemia, familiares usam Correios para enviar drogas a presos - sudoestepaulistaAo todo, foram apreendidas pelo agentes da Penitenciária de Iaras, 31 gramas da droga

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *