Ser humano cruel: traficantes de animais silvestres são presos transportando filhotes de macaco prego - sudoestepaulista

Ser humano cruel: traficantes de animais silvestres são presos transportando filhotes de macaco prego

Os filhotes de macacos estavam desidratados, famintos, hipotérmicos e hiperglicêmicos. Por pouco não morreram.

Um crime abominável que preda e destrói a nossa já combalida vida silvestre, caçada, queimada, afugentada e até contrabandeada. Estamos falando do tráfico de animais que infelizmente ocorre com uma frequência absurda em todo o nosso país. Nesta sexta-feira, 18, o Tático Ostensivo Rodoviário prendeu dois homens que transportavam de forma desumana e cruel, três filhotes de macaco prego.


De acordo com o TOR, o flagrante ocorreu as 14:30hs, na SP-280, Rodovia Castelo Branco, no km 208+400, no sentido leste, região do município de Itatinga.


Os patrulheiros estavam em fiscalização pela praça de pedágio, quando observaram o veículo de placas de Birigui/SP, onde seus ocupantes desviavam os olhares da Equipe, e o latente nervosismo, provocou a abordagem. Sorte dos bichinhos que já agonizavam dentro de um caixa de papelão.


Durante busca veicular, a Equipe localizou duas caixas de papelão lacradas com fita adesiva de cor branca e com pequenos riscos nas laterais dessas caixas, indicando ser para circulação de ar. Na caixa maior que estava no assoalho atrás do banco do condutor, estavam dois macacos prego e na caixa menor, que estava no assoalho atrás do banco do passageiro os policiais encontraram o terceiro macaquinho.


Os três macacos prego estavam molhados (sudorese) devido as condições precárias de ventilação. O macaco que estava na caixa menor parecia estar bem debilitado.


Os dois abordados foram questionados sobre a origem dos animais silvestres e se possuíam algum tipo de documentação referente ao transporte (Guia de transporte de animais-GTA, Nota Fiscal, Certificado de origem-IBAMA, etc).


Os covardes apresentaram apenas uma imagem pelo celular de um dos abordados de um documento fiscal, contendo remetente e destinatário de um animal, porém, ao ser consultada tal nota fiscal, foi verificado se tratar de uma nota fiscal de um animal apenas, “Sapajus” (macaco prego), porém emitida em 18 de outubro, no Estado do RJ, para o município de Itapira/SP, rota diferente da que faziam os abordados.


M. S. C. e U. S. R. foram presos pelo cometimento dos crimes tipificados nos artigo 29 e 32, da lei n° 9.605/98 – que trata dos Crimes Ambientais, e encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Itatinga para lavratura do boletim de ocorrência.


Os animais foram avaliados por um médico veterinário que constou em laudo que os três macacos eram filhotes e se encontravam desidratados, famintos, hipotérmicos e hipoglicêmicos. Os indefesos bichinhos foram hidratados, alimentados e passaram por exames. Os animais foram encaminhados a uma Associação de Proteção Animal.

Ser humano cruel: traficantes de animais silvestres são presos transportando filhotes de macaco prego - sudoestepaulistaMacaquinhos ainda filhotes estavam sendo transportados em caixa de papelão; poderiam ter morrido não fosse a ação dos patrulheiros do TOR

SS Consultoria

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *