Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista

Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná

Estrutura utilizada até como cartão postal, mas atualmente mais parece cenário para o filme “Mad Max”, é importante para a economia dos estados como também para a regional.

Se você passa pela grande Ponto Benedito Garcia Ribeiro, que marca a divisa entre os ricos estados de São Paulo e Paraná, da mesma maneira, os municípios de Fartura e Carlópolis, saberia de fato o quão perigoso é passar pela ponte. Se não, pode observar pelas imagens registradas pelo fotografo da cidade paranaense, Marcelo Rossi e postadas na internet durante a tarde desta quarta-feira, 18.


Não há registros de que a enorme estrutura, fundamental para a economia da região Sudoeste Paulista e Norte Pioneiro do Paraná, em seus 53 anos de uso, tenha passado por alguma reforma. Sabemos, entretanto, que nem os reparos após recorrentes acidentes envolvendo veículos de passeio, utilitários e até grandes carretas, não ocorreram. Ao contrário, gambiarras são muitas, tem até pedaços de pau e arame farpado fazendo a vez de estrutura.


A intervenção mais importante do DER até o momento foi reduzir a velocidade sobre a ponte, de 80km para 40km. No tabuleiro (termo técnico) onde passam os veículos, solavancos devidos as ondulações são tamanhos que já foi apontando como responsável pelo motorista de uma carreta, como fator por ter perdido o controle e caído na represa.


Buracos no tabuleiro expondo os vergalhões, vigas rachadas e lajes em que você pode ver a água passando por baixo da ponte e a lateral, com vários pontos sem parapeito, são alguns dos problemas visíveis. Durante a visita de engenheiros após um acidente em 2012, onde um caminhão ficou pendurado, os técnicos afirmaram que a estrutura da ponte não apresentava problemas.


Se você já esteve encima da ponte quando um grande caminhão passava, sabe como a estrutura range. Se você também já esteve sobre a ponte Carvalho Pinto, bem conservada, na SP-255, entre Avaré e Itaí, quando um grande caminhão passava, também sabe que a ponte não range. O fluxo de pesados em ambas é imenso.


Inaugurada em 1969, a ponte tem 1550 metros de comprimento e até 53,5 metros de altura. Embaixo passa a Represa Chavantes, onde outrora era o leito do Rio Itararé. Apesar da paisagem exuberante e de tirar o fôlego, pelas imagens do fotógrafo carlopolense é possível conferir como a ponte está precisando de ajuda, se destoando do belo cenário.


Se você conhece a região, sabe de sua forte vocação turística, isso após o represamento das águas devido a construção da Usina Hidrelétrica de Chavantes, mas se você passar por lá hoje e cruzar com uma carreta, vai se sentir como se estivesse dentro do filme “Mad Max” e pouca atenção vai dar às belezas naturais.


Atualmente, representantes tanto do lado paranaense quando o lado paulista, se uniram para formar um grupo organizado a fim de estruturar o turismo local, contudo essa ponte é fundamental para o projeto denominado Angra Doce, carecendo de atenção imediata dos governadores de ambos os estados.


Segundo informações colhidas pela reportagem do Portal do Sudoeste Paulista, a prefeitura de Fartura estaria por enviar um ofício ao DER – Departamento de Estradas de Rodagem, responsável pela “manutenção” da ponte, solicitando providências.

Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulistaMarcelo Rossi, fotógrafo e morador de Carlópolis fez fotos que ilustram a situação da ponte e postou em sua página no Facebook
Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista Usuários expõem estado de abandono e perigoso da grande ponte entre os estados de São Paulo e Paraná - sudoestepaulista

Cegarra Imóveis

BOM DA PESCA

Santa Cruz – Funerária

CASA DO MECÂNICO

ADS

Meines

BELLA PIZZA

Modelar Box

LPNET

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *